fbpx
Setembro Amarelo: mês de prevenção ao suicídio
04 set, 2019
in-cosmetics Latin America 2019 terá trilha de ingredientes sustentáveis e de fornecedores para marcas independente
05 set, 2019

A menstruação atrasou? Fique atenta pois você pode estar treinando demais

Especialista explica como o excesso de atividade física pode atrapalhar o funcionamento do corpo

Atividade física e alimentação equilibrada, dupla imbatível para manter o corpo e a mente saudáveis, são questões que sempre nos preocupam. Mas até que ponto o estilo de vida excessivamente regrado, com dietas rigorosas e exercícios em demasia, pode atrapalhar o funcionamento do corpo? É o que explica o médico Georges Fassolas, ginecologista e especialista em reprodução humana da clínica Vivitá.

“Dietas da moda que trazem um emagrecimento muito rápido e atividades físicas em exagero podem fazer mal à saúde, inclusive à saúde reprodutiva. Isso porque o excesso de endorfina liberado pelo corpo diminui os hormônios responsáveis pela ovulação e produção de espermatozoides”, explica.

Mas como manter a atividade hormonal adequada? Fassolas esclarece as principais dúvidas sobre o assunto a seguir. Confira:

De que forma a atividade física pode interferir na fertilidade?

Atividade física moderada interfere positivamente em nosso organismo. Exercícios melhoram a resistência, imunidade, bem-estar e autoestima. São importantes não só pra quem planeja ter um filho, mas para todos. No entanto, quando praticados em excesso, podem atrapalhar o funcionamento do corpo. Em mulheres, por exemplo, exercícios em demasia podem levar à falta de ovulação. Como tudo na vida, a atividade física também deve ser feita de maneira moderada e sempre com acompanhamento de um especialista.

Como dietas, remédios ou suplementos podem intervir na fertilidade?

Exercícios além do normal podem trazer problemas para o ciclo menstrual e para a fertilidade, já que podem levar à queima dos estoques de gordura no corpo. Com o emagrecimento muito rápido, você gera um estresse ao organismo e acaba inibindo a produção de hormônios, além da falta de nutrientes necessários para a produção hormonal. Por outro lado, os suplementos à base de ômega 3 e ácido fólico podem ser muito importantes para o bom funcionamento do corpo, e a dieta do tipo mediterrânea é a melhor pra quem busca engravidar.

Como a endorfina pode atrapalhar a ovulação?

A endorfina é uma substância natural, produzida pelo cérebro, que tem uma poderosa ação analgésica, estimula a sensação de bem-estar e melhora o humor. Quando praticamos exercícios físicos em excesso, nosso corpo libera muita endorfina, que resulta em uma diminuição dos hormônios responsáveis pela ovulação feminina e pela produção dos espermatozoides no homem.

Qual é a relação que os exercícios físicos têm com os hormônios femininos?

Quando você pratica exercícios físicos em excesso, o organismo começa a produzir alguns hormônios que podem atrapalhar a ovulação na mulher. A atividade física exagerada e por longos períodos pode levar à queima do estoque de gordura do corpo. Com isso, você passa a ter alterações metabólicas e hormonais que podem interferir na secreção dos hormônios responsáveis pela estimulação dos ovários.

A prática de atividades físicas, além do normal, pode interferir no ciclo menstrual?

Sim, praticar atividades físicas em excesso pode levar a mulher a não menstruar ou ter ciclos menstruais irregulares que caracterizam a não ovulação. As alterações hormonais podem bloquear a ovulação e resultar em períodos de ausência de menstruação.

Praticar atividades físicas regulares faz bem para a fertilidade?

A prática de atividades físicas regulares faz super bem porque mantém o organismo saudável. Atividades físicas não têm contraindicações, o problema é o excesso. Ao praticar sem exageros, com acompanhamento médico e uma boa alimentação, os ciclos e a ovulação voltam a se normalizar.

Quais as dicas para as mulheres terem um funcionamento hormonal adequado?

A principal dica é que elas se mantenham saudáveis, com atividades físicas moderadas aliadas a uma boa alimentação. Fiquem atentas, também, ao emagrecimento, pois se ele for muito rápido e intenso pode gerar um estresse para o corpo, e a falta de nutrientes atrapalha o funcionamento hormonal.