fbpx
O Comércio Farmacêutico passado a limpo
26 abr, 2021
Piso salarial para farmacêuticos de 6.500,00: todas as farmácias devem e podem pagar?
06 maio, 2021

Dia nacional do uso racional de medicamentos – 05 de Maio

Por Amouni Mohmoud Mourad

Em 1998, o Conselho Nacional de Entidades Estudantis de Farmácia instituiu o Dia Nacional pelo Uso Correto de Medicamentos. Também conhecido como Dia da Luta dos Estudantes de Farmácia pela Saúde, a data ganhou grandes proporções e é celebrada oficialmente como Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos. O dia 5 de maio foi a data criada como alerta para a população ficar atenta quanto aos problemas causados para a saúde pela automedicação. Ressalta-se que o objetivo é alertar que o uso indiscriminado de medicamentos e a automedicação são as principais causas do número elevado de intoxicações por remédios.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, entende-se que há uso racional de medicamentos quando pacientes recebem medicamentos apropriados para suas condições clínicas, em doses adequadas às suas necessidades individuais, por um período adequado e ao menor custo para si e para a comunidade.

Qualquer que seja a doença, de longa duração ou passageira, o tratamento deve ser bem entendido pelo paciente, seu familiar ou cuidador, e seguido com rigor até o final, de acordo com a receita e as orientações recebidas e, em caso de dúvidas, sempre pedir orientação ao farmacêutico de como deve utilizar o medicamento para que possa atender a prescrição do mesmo.

O alívio da dor ou o desaparecimento dos sintomas ou sinais não significa a cura da doença. A interrupção do tratamento antes do prazo informado na receita pode resultar em agravamento da doença.

O paciente deve evitar tomar o medicamento quando estiver deitado. Tomar com um copo cheio de água (aproximadamente 200 ml), nunca com refrigerante, chá, café ou bebida quente. E lembrar que nem todo medicamento pode ser tomado com leite, sucos de frutas ou mesmo com alimentos.

Algumas informações são cruciais para o uso racional do medicamento, para que assim ele poderá fazer o efeito esperado sem gerar nenhuma surpresa causada por uso equivocado. Portanto, a informação de que o medicamento deu certo para algum familiar, amigo ou vizinho não é garantia que dará certo para outra pessoa.

Um exemplo de erro muito comum é não fazer o tratamento pelo tempo indicado, parando antes do final do prazo estipulado, além de tomar menor dosagem ou menos vezes do que foi receitado. Ou até mesmo achar que, se tomou a quantidade receitada e se sentiu melhor, pode aumentar a dosagem por conta própria, correndo risco de toxicidade.

Não abra cápsulas, não quebre ou tente dividir comprimidos. Use sempre seus medicamentos conforme a receita e as orientações do profissional da saúde.

A melhor maneira de se comemorar o Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos é utilizar o medicamento prescrito e com orientação.