fbpx

Preço dos medicamentos: o aumento anual


No último dia do mês de março, o sistema que controla os preços dos medicamentos no Brasil autoriza o reajuste anual e como se sabe, esse é um dos poucos segmentos da nossa economia com controle de preços.

Se analisarmos os valores atuais, é de se esperar que o aumento seja insignificante – mas o reajuste leva em consideração o custo das matérias-primas, impostos, a inflação e o aumento dos salários e despesas em geral do setor, além de outros custos.

O reajuste, como disse, não será um absurdo - mas é preciso cobrir as despesas já citadas e outras mais que oneram os medicamentos.

Durante o mês de março, as empresas do ramo de medicamentos costumam reforçar seus estoques para atender a demanda com preços anteriores ao reajuste.

Os consumidores não podem se dirigir aos fabricantes, distribuidoras e empresas varejistas queixando-se de que os medicamentos estão em falta. Por isso, é importante que as empresas do segmento não deixem seus clientes aborrecidos por não encontrarem os medicamentos de que necessitam nesse período de transição.

O cliente mal atendido pela falta de um produto com certeza o encontrará em outra empresa – e desta se tornará cliente fiel, não retornando à sua antiga farmácia. É preciso muita atenção e respeito com o cliente.

Pedro Zidoi Sdoia

Presidente