fbpx
Câmara aprova redução de imposto em serviços farmacêuticos
13 jul, 2022
Tratamento de última geração elimina tremores de pacientes com Parkinson
14 jul, 2022

Losartana: Anvisa reverte decisão e libera lotes do medicamento

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária anunciou ontem, 12/7, que vai revogar, a partir de resoluções que serão publicadas no Diário Oficial da União desta quarta-feira, o recolhimento, a interdição e a proibição da comercialização de lotes de medicamentos contendo o princípio ativo losartana. A agência havia determinado, no fim de junho, a interdição e o recolhimento de lotes dos remédios com o princípio ativo “devido à presença da impureza ‘azido’ em concentração acima do limite de segurança aceitável”.

No entanto, a decisão foi revertida porque a agência diz ter recebido novos dados científicos sobre o azido, que demonstram que essa impureza não tem a toxidade inicialmente identificada.

A Resolução-RE nº 2.294, de 12 de julho de 2022, libera a comercialização dos lotes de losartana que tinham sido suspensos e submetidos ao recolhimento pela ANVISA.

Inicialmente, o “azido” foi considerado com potencial para causar danos às células humanas. Os estudos adicionais, porém, reclassificaram a impureza como “não mutagência” – ou seja, sem capacidade para mudar as células.

“Considerando os resultados de estudos científicos mais recentes, ficou demonstrado que os produtos objeto das determinações de interdição, recolhimento e proibição estão aptos a serem mantidos no mercado. Assim, a decisão adequada foi revogar tais determinações”, comunicou a Anvisa.

A agência reafirmou que os medicamentos com losartana são seguros e que os pacientes que os utilizam podem seguir normalmente com o tratamento.

Para que serve a losartana

A losartana é um medicamento indicado em casos de hipertensão e insuficiência cardíaca. Ela promove a dilatação dos vasos sanguíneos, facilitando a passagem do sangue e, consequentemente, diminuindo a pressão nas artérias, o que melhora o funcionamento do coração.

O medicamento pode ser indicado por um cardiologista principalmente para:

  • Tratamento de pressão alta (hipertensão)
  • Tratamento de insuficiência cardíaca
  • Diminuir o risco de doença cardiovascular, acidente vascular cerebral (AVC) e infarto em pessoas que possuem pressão alta e hipertrofia ventricular esquerda
  • Proteger os rins e retardar a progressão da doença renal em pessoas com diabetes do tipo 2 e proteinúria.

 

 

WhatsApp
LinkedIn
Share
Instagram