fbpx
Ascoferj anuncia finalistas à 15ª Edição do Prêmio Destaque Ascoferj
16 set, 2022
Febrafar e Farmarcas lançam programa gratuito de capacitação tecnológica
19 set, 2022

Grávida e as varizes

Por: Celso Arnaldo Araujo

Varizes, inchaço e vasinhos nas pernas são um dos mais frequentes “efeitos colaterais” da gestação. Mas, na maioria dos casos, tudo isso pode ser prevenido ou, pelo menos, minimizado, até com a assessoria da farmácia – como explica aqui o Dr. Marcelo Belini Dalio, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV) e Médico Assistente da Cirurgia Vascular do Hospital das Clínicas – USP Ribeirão Preto.

 Além do incômodo que causam, o aspecto estético dos vasos “inchados” nas pernas frequentemente espanta as futuras mães. A boa notícia é que com cuidados adequados, esses problemas podem ser amenizados e até mesmo evitados. Na gestação, a principal causa das varizes, do inchaço e dos vasinhos é a presença dos hormônios femininos em níveis elevados. Eles atuam sobre as veias, causando dilatação e retenção de líquido. No final da gestação, quando a barriga está grande, o útero comprime as veias da região do abdome, causando dilatação e inchaço. Tanto os hormônios quanto o útero crescido causam o surgimento de novas varizes e o aumento das que já existiam anteriormente. Os cuidados abaixo podem ajudar a mulher a amenizar esses problemas desagradáveis. Como o farmacêutico pode orientar suas clientes? Ou, no caso de farmacêuticas gestantes, como prevenir esses incômodos?

  • Procure não permanecer por muito tempo em pé ou sentada.
  • Evite ganho de peso excessivo.
  • Sempre que possível, flexione e estenda os pés. Esse movimento ajuda a ativar a circulação venosa nas pernas.
  • Faça repouso com pernas elevadas. O ideal é ficar no mínimo dez minutos com as pernas para cima, duas a três vezes por dia.
  • Exercite-se. A ginástica facilita a circulação e evita o inchaço. Os melhores exercícios são aqueles em que se faz pouca força com várias repetições.
  • Deite-se do lado esquerdo. No final da gestação, quando a barriga está grande, deitar-se do lado esquerdo ajuda a aliviar a compressão que o útero faz nas veias.
  • Use meia de compressão elástica. A meia deve ser usada desde o início da gravidez até quatro semanas após o parto. Ela alivia os sintomas de inchaço e peso, evita o surgimento de varizes e vasinhos e previne a trombose venosa. Tanto a meia de comprimento até o joelho (¾) quanto a meia calça (colantpara gestante) podem ser usadas. Converse com o médico para saber qual a meia mais apropriada para você. Muitas farmácias têm um bom estoque desses produtos.

De qualquer modo, grande parte desses vasinhos salientes desaparece espontaneamente em até seis meses após o parto. Alguns podem persistir e algumas veias podem permanecer dilatadas após esse período. Nesse caso, procedimentos cirúrgicos podem removê-los com excelentes resultados estéticos.

WhatsApp
LinkedIn
Share
Instagram