fbpx
Farmácias APP ultrapassa a marca de 1500 farmácias cadastradas no aplicativo
28 out, 2021
Dia do balconista (30/10): ontem, amanhã e sempre!
01 nov, 2021

Dia Mundial do AVC: MedLevensohn alerta sobre a importância do monitoramento frequente da pressão arterial e arritmias cardíacas para prevenção e diagnóstico da doença 

Testes rápidos e aparelhos de aferições confiáveis são aliados importantes para o dia a dia de pacientes hipertensos ou com arritmias como a fibrilação atrial, detectando precocemente possíveis complicações como o AVC   

 

São seis milhões de mortes a cada ano. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil, o AVC é a segunda causa de morte e incapacidade, com um enorme impacto econômico e social.  A cada seis segundos uma pessoa morre no mundo vítima de AVC e 90% dos casos estão ligados a fatores de risco que podem ser evitados com a prevenção: controle da hipertensão e do peso, exercícios físicos, alimentação saudável, redução do colesterol, redução da ingestão de álcool, identificação e tratamento da fibrilação atrial e redução do risco de diabetes, vida sem tabaco e o conhecimento sobre a doença. 

Na semana em que se comemora o Dia Mundial do AVC (29/10), a MedLevensohn – uma das principais empresas que comercializam produtos voltados para a saúde e o bem-estar no país – faz um alerta diante dos dados expressivos relacionados à doença: além de manter uma rotina saudável de alimentação e exercícios físicos para preservar a saúde, é necessário manter um monitoramento frequente da pressão arterial e arritmias cardíacas para diagnóstico precoce de doenças relacionadas ao coração. Também é indicada, principalmente em casos de pacientes já diagnosticados com doenças coronárias, uma rotina de realização de testes rápidos que auxiliam na prevenção de complicações cardíacas graves.   

Nesse sentido, já existem atualmente no mercado aparelhos de medições e aferições de pressão arterial e fibrilação atrial que auxiliam na prevenção de doenças como o AVC. Também existem testes rápidos que ajudam a identificar se há d-dímero no sangue, biomarcador que indica a ativação do sistema de coagulação, prevenindo precocemente casos de trombose venosa, tromboembolismo pulmonar e sepse (Medteste D-dímero). 

 

Produtos no mercado: monitores de pressão arterial e fibrilação atrial   

De acordo com um levantamento realizado pelo IBGE, a hipertensão arterial atinge 38,1% da população adulta brasileira e o número de pacientes hipertensos só cresce. A hipertensão é disparado o maior fator de risco para o AVC, sendo responsável por mais de 50% dos casos. Manter a pressão arterial controlada e dentro da meta de 12mmHg por 8mmHg – valores recomendados para pressão máxima e mínima, respectivamente – pode reduzir em até 25% o risco de doenças cardiovasculares como infarto do miocárdio, angina e acidente vascular cerebral (AVC), de acordo com o estudo Sprint, realizado em 102 centros de pesquisa nos Estados Unidos e publicado no New England Journal of Medicine. Também as pessoas com Fibrilação Atrial (batimentos cardíacos descompassados) têm cinco vezes mais chances de sofrer um AVC.

A MedLevensohn entende que os dados são preocupantes visto que a hipertensão arterial, assim como a fibrilação atrial e arritmias cardíacas, são também responsáveis por consequências como o AVC.

Diante desse cenário, a empresa, por meio do projetoMedHyper, busca trazer para o Brasil todas as tecnologias de última geração para pacientes hipertensos.  

Os monitores de pressão arterial e fibrilação atrial da MedLevensohn são de alta qualidade e com tecnologia inovadora, contribuindo para melhorar a qualidade de vida dos pacientes com hipertensão. Os produtos, que vão desde os usados em hospitais/clínicas até os que qualquer pessoa pode ter em casa, possuem comprovação científica. A tecnologia AFIB (Atrial Fibrillation), usada para detecção de fibrilação atrial durante a aferição da pressão arterial, é a novidade do momento. O monitor Microlife AFIB é capaz de identificar por oportunidade indícios de Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou infarto. “Cerca de 50% dos pacientes com fibrilação atrial possuem ausência de sintomas, dificultando a identificação da doença e a busca por intervenção médica precoce. Quando você tem Fibrilação Atrial, o sangue do átrio pode formar coágulos. Estes coágulos podem ser transportados para o cérebro, causando um AVC isquêmico, ou seja, uma oclusão de um vaso cerebral”, explica Anna Luiza Szuster, farmacêutica e diretora de Relações Internacionais da MedLevensohn.  

Segundo a pesquisa “Comparison of the Microlife Blood Pressure Monitor With the Omron Blood Pressure Monitor for Detecting Atrial Fibrillation” a tecnologia Microlife AFIB apresentou sensibilidade de 97% em uma medida única. O estudo também garante que a triagem da Fibrilação Atrial com o monitor de pressão Microlife A200 AFIB apresenta melhores resultados que o eletrocardiograma, uma vez que não depende da experiência da interpretação dos resultados e demonstra elevada precisão e acuracidade.  

Um outro estudo, dessa vez brasileiro, chamado “Acurácia diagnóstica de um sistema automático de aferição da pressão arterial para detecção de fibrilação atrial em pacientes ambulatoriais” garante que o aparelho da Microlife foi capaz de identificar fibrilação atrial em 34 dos 37 pacientes avaliados com histórico da doença. Os resultados garantem sensibilidade de 92% e especificidade de 100% para o aparelho de medição de pressão arterial atrelado a detecção de fibrilação atrial. “O estudo concluiu que o sistema Microlife tem elevada sensibilidade, especificidade e acurácia para detecção das doenças em pacientes analisados dentro de um ambiente ambulatorial. O impacto dos resultados da utilização desse aparelho deverá ser analisado em estudos prospectivos de longo prazo”, pondera o Dr. Dalmo Moreira, um dos autores da pesquisa.    

“Destaco que só trabalhamos com fornecedores de excelente qualidade. A Microlife, por exemplo, é a única empresa do mundo validada para tal tecnologia e a MedLevensohn é a distribuidora oficial no Brasil. Além disso, os produtos da marca possuem certificados nacionais e internacionais”, afirma José Marcos Szuster, CEO da MedLevensohn.    

 

Testes rápidos para prevenção de doenças cardiovasculares  

Além dos monitores, a MedLevensohn possui uma linha de testes rápidos voltados para doenças cardiovasculares. Um deles, que indica ativação do sistema de coagulação, contribui para identificar um sinal de alerta para consequências como o AVC:  

D-dímero – É um aliado para diagnóstico precoce de trombose venosa profunda (DVT), embolia pulmonar (PE) e coagulação intravascular disseminada (DIC). O teste verifica se há d-dímero no sangue, biomarcador que indica a ativação do sistema de coagulação. Quanto mais alto os níveis, mais indícios prognósticos para uma variedade de doenças, como o AVC. O teste tem sensibilidade de 97,4% e especificidade de 98,1% 

Há 18 anos a MedLevensohn trabalha em prol do bem-estar e saúde da população, principalmente para os pacientes cardíacos e com pré-disposição a doenças relacionadas ao coração. “Os pacientes cardíacos fazem parte dos primeiros grupos de brasileiros beneficiados com o trabalho da MedLevensohn. Aos poucos fomos conquistando mais produtos de excelente qualidade e que oferecem ainda mais chances de o paciente com tendência a complicações viver bem e de forma controlada”, finaliza José Marcos Szuster, CEO da MedLevensohn.