fbpx
Estudo inédito detalha perfil da Covid-19 no Brasil
12 ago, 2021
Hospital modular é solução rápida e sustentável
20 ago, 2021

Covid-19: Testando os testes

Ao longo desses 16 meses de pandemia, diversos tipos de teste foram desenvolvidos para o diagnóstico da Covid-19 – demonstrando o dinamismo da ciência. Quais são as diferenças entre eles? 

PCR em tempo real
Teste para a detecção do material genético do vírus em amostras coletadas nas vias respiratórias por meio de um swab – aquele cotonete grande, introduzido no nariz e na garganta. Como o PCR consegue detectar a presença do próprio vírus, a coleta deve ser feita quando há suspeita de infecção, de preferência na primeira semana de ocorrência de sintomas. Mas seu uso pode ser estendido a indivíduos sem sintomas, em situações específicas que exijam protocolos de segurança – como viagens aéreas, internações hospitalares e procedimentos cirúrgicos. Sendo uma técnica complexa, necessita de estrutura laboratorial especializada. O prazo de resultado é de um dia. 
PCR em tempo real na saliva

Exame realizado pela mesma técnica diagnóstica do teste colhido com swab – mas utiliza saliva como amostra, o que torna a coleta mais confortável. 

Teste molecular rápido
Assim como o PCR, esse teste detecta o material genético do vírus em amostra coletada das vias respiratórias. A diferença é que a técnica passou por adaptação para execução em equipamentos pequenos e de fácil manuseio, de forma que possa ocorrer no mesmo local de atendimento dos pacientes – sem exigir deslocamentos, se for o caso. Isso permite agilizar a liberação dos resultados em até quatro horas. 
Teste rápido de antígeno
Indicado para confirmar a doença na fase sintomática, preferencialmente nos primeiros cinco dias de sintomas. Diferentemente da PCR e do teste molecular rápido, que detectam o material genético do vírus, o teste identifica partes da estrutura viral, o que o torna um pouco menos sensível – 96%. A vantagem desse método está na rapidez da liberação dos resultados, o que permite a adoção rápida das medidas de restrição de contágio.

Testes diagnósticos indiretos para a detecção de anticorpos IgG e IgM contra o vírus
Exame indicado para saber se a pessoa teve Covid-19 anteriormente, ao detectar anticorpos contra a proteína N do vírus, que são produzidos por cerca de 90% dos indivíduos até 28 dias após a infecção.
CLINITEST RAPID COVID19 (COV2G)
O teste desenvolvido pela Siemens Healthineers é do tipo rápido, que pode ser feito nas farmácias. O exame fornece um resultado numérico em índice positivo ou negativo para anticorpos IgG, o que define se um indivíduo teve exposição prévia ao novo Coronavírus. Nos pacientes que são contaminados pelo vírus, desenvolvem-se anticorpos específicos em diferentes estágios da infecção. Os testes de anticorpos são importantes como complemento dos testes de PCR na avaliação clínica, além de ajudar a determinar a exposição prévia ao vírus.