fbpx
Preços de Medicamentos
17 jun, 2020
Asma e a Covid-19 – Uma relação perigosa
29 jun, 2020

Como idosos podem manter a circulação ativa em casa

Ficar em casa ainda é palavra de ordem, principalmente para idosos considerados grupos de risco para a Covid-19. Mas, o cuidado com a saúde, principalmente neste momento, não está de quarentena. O nosso corpo foi “projetado” para estar sempre em movimento e o sedentarismo provocado pela quarentena, pode dificultar o retorno venoso, além de diminuir o gasto calórico diário e gerar perigos para a saúde, em especial para os idosos. O cirurgião vascular Dr. Caio Focassio, da capital paulista, conta como evitar os danos e garantir a boa circulação durante a quarentena.

Considerado o segundo coração, a panturrilha bombeia boa parte do sangue por minuto de movimento, por isso é essencial investir no exercício físico mesmo dentro de casa. “Atividades que movimentem as panturrilhas, como subir e descer escadas caminhar pela casa ou se levantar na ponta dos pés apoiando em uma mesa, por exemplo, irão auxiliar o fluxo sanguíneo e evitar os problemas vasculares”, ensina o médico.

Com o corpo em movimento, principalmente com exercícios de baixo impacto, ajudam a ativar a circulação sanguínea através da contração muscular. “Isso porque os troncos venosos estão localizados junto aos grupos musculares dos membros inferiores e essa contração melhora o fluxo sanguíneo”, explica Dr Caio que deixa dicas importantes para esse momento de resguardo.

• Levantar a cada hora: Ficar sentado é uma posição que desfavorece o retorno do sangue para o coração, levando ao aparecimento de edemas nos membros inferiores. “É um sintoma comum, nos casos de quem passa muito tempo na mesma posição, sentir um peso e um cansaço nas pernas por causa dessa dificuldade do retorno venoso”, diz. Para prevenir tais problemas, o médico indica a caminhada pela casa a cada 50 minutos sentado ou na cadeira trabalhando ou no sofá. Isso irá aumentar a velocidade do fluxo do sangue nas veias. “A má circulação causa varizes e aumentam as chances de trombose venosa profunda, que podem causar complicações e colocar a vida em risco”, completa.

• Usar meias elásticas: para quem não tem contraindicação, é uma boa medida a ser tomada já que elas melhoram o retorno do sangue ao coração;

• Praticar exercícios físicos: mesmo dentro de casa, mexa-se;

• Elevar as pernas: Em casa é possível relaxar e elevar os pés ao final do dia com uma almofada, por exemplo. Assim, o retorno venoso é facilitado, diminuindo o inchaço;

• Aumentar o consumo de água: O consumo de água diário ajuda o funcionamento dos rins, diminui inchaços e melhora a saúde de todo o organismo.

FONTE: Dr. Caio Focássio

Cirurgião vascular formado pela Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo e Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. Pós graduado em Cirurgia Endovascular pelo Hospiten – Tenrife (Espanha). Médico assistente da Cirurgia Vascular da Santa Casa de São Paulo.