fbpx
Avanços no tratamento de mieloma múltiplo e câncer de próstata são destaque no congresso da ASCO (“American Society of Clinical Oncology)
10 jul, 2019
ideaas Inspira 2019 reúne especialistas para discutir saúde, diversidade e inovação
12 jul, 2019

Boehringer Ingelheim apresenta ferramenta que conecta hospitais e especialistas para o tratamento do AVC

O TeleStroke, desenvolvido junto com a Rede Brasil AVC e a Allm, permite uma rápida comunicação entre hospitais e neurologistas à distância, para atendimento seguro e de altíssima precisão em tempo real, 24 horas por dia, 7 dias por semana

 São Paulo, 02 de julho de 2019 – O acidente vascular cerebral (AVC) é uma das principais causas de morte e a principal causa de incapacidade no mundo1,2. A cada seis segundos, uma pessoa morre em decorrência da doença1,3 e, a cada minuto sem tratamento, 1,9 milhão de neurônios são perdidos4. A limitação no acesso aos neurologistas em hospitais espalhados por diversas regiões do Brasil é uma das principais barreiras no tratamento do AVC. Diante deste cenário, a Rede Brasil AVC, em parceria com a Allm e com apoio da Boehringer Ingelheim, acaba de apresentar o TeleStroke, uma ferramenta de suporte avançado para tomada de decisão que permite uma rápida comunicação entre a equipe médica do hospital e um neurologista que está à distância, possibilitando um auxílio seguro de altíssima precisão em tempo real, 7 dias por semana, 24 horas por dia.

 “O TeleStroke tem como objetivo aumentar o acesso ao diagnóstico e tratamento de fase aguda do AVC, por meio da integração das equipes com o uso de um aplicativo chamado Join, e diminuir as sequelas do AVC, reduzindo também o tempo de internação, as taxas de reinternação e o impacto socioeconômico relacionado à doença”, diz a Dra. Sheila Martins, neurologista e presidente da Rede Brasil AVC, associação parceira do TeleStroke.

 Os hospitais participantes farão parte de uma rede para atendimento em tempo integral às pessoas que sofreram um AVC. O médico atende o paciente na emergência e envia um resumo do caso, por meio do aplicativo Join, a um grupo fechado de neurologistas, que está à distância  e dará suporte, inclusive com a possibilidade de videoconferência. Além de todas as informações clínicas, os neurologistas terão acesso aos exames realizados na unidade para poder avaliar a indicação do tratamento de reperfusão. Após receber orientação, o médico local define a conduta.

 Todos os hospitais receberão smartphones e tablets com conexão 4G, sem custo por um ano, que serão utilizados para enviar e discutir os casos. O aplicativo Join estará instalado nos aparelhos disponibilizados para o hospital parceiro e, para implementar a sua utilização, será necessário apenas definir os profissionais participantes do grupo e registrar cada etapa dos indicadores. Todos passarão por treinamentos”, conta a Dra. Thais Melo, diretora médica da Boehringer Ingelheim.

 O AVC é sempre uma emergência médica e pode ocorrer na forma isquêmica ou hemorrágica. Respondendo por aproximadamente 85% dos casos4, a forma isquêmica ocorre quando há a obstrução em um vaso sanguíneo que fornece sangue ao cérebro, bloqueando a passagem de oxigênio para as células locais, chamadas de neurônios, causando a sua morte. Já na hemorrágica, um vaso enfraquecido rompe e sangra no cérebro, causando inchaço e aumento da pressão local5.

 Identificar os sinais e atender o paciente prontamente são medidas essenciais para evitar sequelas graves. Os sintomas mais comuns são: assimetria facial, perda de força de um lado do corpo e dificuldade para falar e compreender a fala.  “No caso do isquêmico, existe um medicamento injetável altamente eficaz. Estudos mostram que, em até 4h30min após o início dos sintomas, o paciente que recebe esse medicamento, responsável por desobstruir o vaso lesionado logo que chega ao hospital capacitado, tem 30% mais chances de bons resultados em seu quadro”, finaliza a Dra. Sheila Martins.

Sobre a Boehringer Ingelheim

A Boehringer Ingelheim é uma das 20 principais farmacêuticas do mundo e possui cerca de 50.000 funcionários globalmente. Atua há mais de 130 anos para trazer soluções inovadoras em suas três áreas de negócios: saúde humana, saúde animal e fabricação de biofármacos. Em 2018, obteve vendas líquidas de cerca de € 17,5 bilhões e os investimentos em pesquisa e desenvolvimento corresponderam a 18% do faturamento líquido (mais de € 3,2 bilhões). No Brasil há mais de 60 anos, a Boehringer Ingelheim possui escritórios em São Paulo e Campinas, e fábricas em Itapecerica da Serra e Paulínia. A empresa recebeu, em 2019, pelo terceiro ano consecutivo, a certificação Top Employers, que a elege como uma das melhores empregadoras do mundo por seu diferencial nas iniciativas de recursos humanos.  Para mais informações, visite www.boehringer-ingelheim.com.br e www.facebook.com/BoehringerIngelheimBrasil.

Referências:

  1. World Stroke Organization Campaign. http://www.world-stroke.org/advocacy/world-stroke-campaign.
  2. Feigin et al 2017; 120 (3): 439-448.
  3. MacKay J, Mensah G. WHO, 2004.  http://www.who.int/cardiovascular_diseases/resources/atlas/en/#.
  4. Saver J. Stroke 2006;37:263-266.
  5. Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares. Acidente Vascular Cerebral. Disponível em <http://sbdcv.org.br/publica_avc.asp>