fbpx
Suplementos Alimentares: aliados da terceira idade
10 set, 2020
EMS lança primeiro anti-inflamatório nanomolecular do Brasil
11 set, 2020

O que o sedentarismo pode fazer com o corpo humano?

Uma pessoa considerada sedentária, segundo o especialista em fisiologia do exercício, Leslie Wilian de Araujo é aquela pessoa que não costuma se exercitar e na visão do profissional os principais motivos são:  passar a maior parte do tempo trabalhando, não ter incentivo para fazer atividade física, achar que não é capaz de fazer algum exercício e usar o tempo livre em aparelhos tecnológicos e internet, além de muitas vezes ingerirem alimentos que não são saudáveis. “O sedentarismo está associado a um índice maior de doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, sobrepeso, aumento do colesterol e até Alzheimer”.

Em 2019 a Organização Mundial de Saúde – OMS divulgou um relatório onde afirmava que o sedentarismo atinge 70% de pessoas no mundo, 5,3 milhões de pessoas morrem todo ano em consequência da falta de atividade física – 300 mil delas no Brasil. Para evitar os prejuízos, a entidade  recomenda investir 150 minutos da semana em exercícios físicos.

Um estudo publicado na revista Health Affairs afirma que se todos os jovens americanos praticassem o mínimo de esporte recomendado, os Estados Unidos teriam 1,2 milhão de crianças obesas ou com sobrepeso a menos e poupariam 62,3 bilhões de dólares. Ou seja, se nós criarmos sociedades mais ativas e introduzir atividade física na vida de uma pessoa desde quando ela é criança, os países poupariam gastos na saúde e produziram mais em todas as áreas.

Leslie afirma que uma das consequências negativas do sedentarismo, é a obesidade. “A obesidade caracteriza-se pelo acúmulo de gordura no corpo, resultando em um índice de massa corporal (IMC), elevado. Além disso, a obesidade pode ser resultado também de alguns fatores genéticos, pois existem pessoas que já vem com uma predisposição para se tornarem obesas. Porém, na maioria das vezes ela ocorre por um estilo de vida. É fato que pessoas obesas acabam desenvolvendo com mais facilidades doenças como diabetes, aumento de colesterol, triglicérides, intolerância a lactose, entre outros”.

O profissional com mais de 10 anos de experiência observa que o sedentarismo e a obesidade juntos, se tornam ainda pior no resultado da saúde. “O estilo de vida atual, regrado a uma alimentação errada, como por exemplo, comidas calóricas e fast foods levam a obesidade. Agora, quando uma pessoa é sedentária, ela não gasta nem um pouco das calorias e gorduras que está recebendo. Isso porque o aumento do tecido adiposo em conjunto com o sedentarismo, pode trazer diversas doenças para uma pessoa, inclusive cardiopatias (problemas de coração). Muitas dessas pessoas vêm se conscientizando que a atividade física é essencial para a saúde, porém ainda existem pessoas que associam a prática de atividade física somente a estética corporal”.

Araujo lembra que ouve especialistas dizendo que para evitar o sedentarismo é só começar a se exercitar, mas que não é assim tão fácil. “Principalmente para as pessoas com algum tipo de deficiência, limitações articulares ou até mesmo para aquelas que não gostam ou não estão habituadas a praticar exercícios. É aqui que entra o meu trabalho de um profissional da fisiologia do exercício”.

Leslie desenvolveu um método de trabalho que interfere diretamente na mudança comportamental das pessoas fazendo com que alcancem seus resultados de maneira prazerosa e eficiente sem agredir os seus valores e costumes. “Uma das coisas que mais me dá prazer é introduzir a atividade física de maneira agradável e saudável na vida das pessoas. Tento colocar na cabeça delas que, para ter uma qualidade de vida melhor, elas precisam praticar exercícios físicos diariamente. Assim elas conseguem aumentar a expectativa de vida visando saúde e bem-estar”.

O método de trabalho do profissional visa avaliar o comportamento e a personalidade do aluno, descobrindo o que mais gosta de fazer e o que o deixa mais confortável.

“Eu leio o cenário, analiso tudo o que o aluno gosta e não gosta, e aos poucos vou introduzindo alguns exercícios essenciais para a melhora de sua saúde sem que ele perceba, colocando em sua cabeça que a mudança de comportamento é necessária e o resultado desse trabalho é, uma pessoa mais disposta, com um maior desempenho em suas tarefas diárias, prevenção de doenças, qualidade de sono, entre outros”, finaliza o profissional.

Saiba mais