fbpx
O novo negócio do Rappi: entrega de medicamento com receita digital controlada
08 fev, 2021
Assista Webinar “Precificação, oportunidade e estratégia para sua farmácia” com Jiovanni Coelho
10 fev, 2021

40 funções do farmacêutico

Por Dra. Betânia Alhan

40 funções do farmacêutico e como preparar sua farmácia para a visita do fiscal da Vigilância Sanitária

Ações imprescindíveis para os farmacêuticos que atuam no varejo garantirem sucesso nos serviços prestados por sua loja – e nas fiscalizações dos órgãos reguladores.

1 – Estar devidamente identificado e uniformizado com o jaleco branco.

2 –  Estar capacitado para as atividades em que atua.

3 –  Atualizar-se diariamente quanto à legislação vigente (sites CFF, CRF, ANVISA, Vigilância Estadual e Municipal).

4 –  Prestar assistência farmacêutica no balcão aos clientes/pacientes.

5 –  Executar e supervisionar os serviços farmacêuticos da loja, tais como aplicação de injetáveis, vacinas, aferir a pressão, medir a glicose, perfuração de lóbulo e atendimento farmacêutico domiciliar. 

6 –  Dialogar com os fiscais da Vigilância e do Conselho de Farmácia com ética e respeito.

7 –  Trocar informações e conhecimentos com outros farmacêuticos.

8 – Notificar os profissionais de saúde e os órgãos sanitários competentes, bem como o laboratório industrial, dos efeitos colaterais, das reações adversas, das intoxicações, voluntárias ou não, e da farmacodependência observados e registrados na prática da farmacovigilância.

9 –  Organizar e manter cadastro atualizado com dados técnico-científicos das drogas, fármacos e medicamentos disponíveis na farmácia.

10 –  Proceder ao acompanhamento farmacoterapêutico de pacientes.

11 –  Estabelecer protocolos de vigilância farmacológica de medicamentos, produtos farmacêuticos e correlatos, visando a assegurar o seu uso racionalizado, sua segurança e eficácia terapêutica.

12 –  Estabelecer o perfil farmacoterapêutico no acompanhamento sistemático do paciente, mediante elaboração, preenchimento e interpretação de fichas farmacoterapêuticas.

13 –  Prestar orientação farmacêutica, com vistas a esclarecer ao paciente a relação benefício e risco, a conservação e a utilização de fármacos e medicamentos inerentes à terapia, bem como suas interações medicamentosas e a importância do seu correto manuseio.

14 –  Observar os aspectos técnicos e legais necessários para aviar receituário (data, número de lote, legibilidade, integridade, quantidade dispensada, identificação do prescritor, comprador e fornecedor).  

15 –  Orientar e sanar dúvidas do paciente/usuário a respeito de aspectos como: motivos da prescrição, contra-indicações e precauções; posologia (dosagem, dose, forma farmacêutica, técnica, via e horários de administração); modo de ação; reações adversas e interações; duração do tratamento. 

16 –  Realizar a intercambiabilidade de medicamentos.

17 – Guardar em local fechado, com chave, os medicamentos de controle especial.

18 –  Escriturar as receitas dos medicamentos da portaria 344/98 e de antimicrobianos no SNGPC e fazer o envio do consumo semanalmente.

19 –  Arquivar as notas fiscais e as receitas dos medicamentos sob retenção de receitas.

20 –  Elaborar e apresentar na Vigilância Sanitária os balanços mensais, trimestrais
e anual.

21 –  Emitir relatório e fazer controle de estoque de medicamentos da portaria 344/98 e antimicrobianos, de acordo com a quantidade, dosagem, forma farmacêutica, apresentação comercial, lote e laboratório.

22 –  Registrar diariamente três vezes a temperatura dos medicamentos acondicionados na geladeira, área de venda e estoque. 

23 –  Registro, avaliação e análise dos parâmetros obtidos nos serviços farmacêuticos.

24 –  Preencher em duas vias a declaração de serviços farmacêuticos e entregar e orientar o paciente.

25 –  Acompanhar o registro das aplicações de injetáveis no livro.

26 –  Utilizar somente equipamentos calibrados.

27 –  Orientação dos pacientes/ usuários de medicamentos contínuos.

28 –  Organizar os documentos listados e solicitados pelos órgãos reguladores completos e dentro da validade. 

29 –  Elaborar e atualizar o manual de boas práticas, POPs e PGRSS.

30 –  Treinar, registrar e acompanhar a execução dos procedimentos operacionais padrão e manual de boas práticas.

31 –  Manter toda a equipe atualizada continuamente.

32 –  Elaborar e acompanhar controle de validade dos medicamentos, perfumaria e todos os produtos comercializados.

33 –  Relacionar os medicamentos enviados para incineração e guardar os manifestos de incineração.

34 –  Qualificar os fornecedores e prestadores de serviços.

35 –  Acompanhar os procedimentos de aquisição, armazenamento, acondicionamento e dispensação e transporte dos medicamentos, perfumaria, correlatos e outros produtos de saúde conforme a legislação vigente.

36 –  Orientar e acompanhar a limpeza e organização de todos os setores da farmácia (área de venda, escritório, estoque, DML, refeitório, banheiros, sala de serviços farmacêuticos, aplicação de injetáveis e vacinas).

37 –  Orientar os funcionários para não deixar produtos fora dos pallets e/ou encostados na parede.

38 –  Orientar os funcionários a manterem todos os seus pertences dentro do armário com as portas fechadas.

39 –  Criar programa de manutenção e limpeza de gôndolas, prateleiras, pallets e cestinhas.

40 –  Armazenar medicamentos, alimentos e perfumaria em locais distintos.